Mais de 400 ofertas em imóveis para locação e venda. As melhores imobiliárias em Ubatuba. Agenda anual de Ubatuba. Conheça Ubatuba em 70 Fotos. Empresas que fazem passeios turísticos. Escolha o melhor restaurante. Lista de hospedagens em Ubatuba. Página Principal
Ao Vivo (Canais de TV) 
Agenda de Eventos       
Bancos                       
Cachoeiras                  
Cinema                     
Condições das Praias    
Educação                      
Empresa de Passeios    
Fotos de Ubatuba        
Fotos Aéreas                
Fluidez Trânsito - SP     
Games - Jogos on line   
Guia Comercial             
Guia da Construção     
História de Ubatuba      
Hotéis/Pousadas/Chalés
Igrejas em Ubatuba      
Indique este Site         
Imobiliárias                
Imóveis                      
Mapa da Cidade           
Náutica                      
NET - Canal 18             
Notícias (Top20)           
Pontos Turísticos          
Praias                         
Restaurantes               
Rodízio Carros - SP      
Seguros                      
Serviços                      
Telefones Úteis            
Tempo em Ubatuba      
Trilhas pela Mata         
Videos de Ubatuba       
WallPapers                 
Web TV (Ao Vivo)         
Serviços
Anuncie seu comércio    
Busca CEP                    
Efetuar Login                
Fale Conosco               
Portifólio                     
VOIP Acesso                 
Comunidades
Siga-nos no FaceBook Siga-nos no Twitter Blog de Ubatuba
Mapa Interativo de Ubatuba
Tempo em Ubatuba



Notícia Arquivo
Junho
Julho
Agosto
Setembro (20 Ultimas)
Últimas Notícias de Ubatuba - Setembro
Indique esta notícia

16/05/2007 - Notícia geral
Ubatuba realiza exposição de arte na Semana da Luta Antimanicomial

Em comemoração ao Dia Nacional da Luta Antimanicomial, que acontece no dia 18 de maio, a Saúde Mental, órgão ligado à Prefeitura através da Secretaria Municipal de Saúde, realizará atividades entre esta e a próxima semana. Nesta quarta-feira, 16, cerca 50 pessoas, entre pacientes crônicos e severos, seus parentes, amigos e funcionários, fizeram um passeio para a Praia da Fortaleza. De 21 a 25 de maio, uma exposição de arte acontecerá no Sobradão do Porto, sede da Fundart. O objetivo dos eventos é promover a socialização e envolvimento dos pacientes com a comunidade.

As obras a serem expostas são resultado de atividades de arteterapia e terapia ocupacional desenvolvidas durante o tratamento. Em sua segunda edição, o nome da exposição é “Pintando o Setting”, um trocadilho que faz referência ao espaço terapêutico onde são realizadas as sessões de arte-terapia. Além de mostrar os trabalhos, o objetivo da exposição é promover uma reflexão sobre a condição das pessoas portadoras de transtornos mentais dentro da sociedade, ajudando a amenizar o preconceito.

 

Redescobrindo a vida

Para o psicólogo da Saúde Mental, Luiz Henrique Aparício, o envolvimento dos pacientes com a sociedade provoca neles um reconhecimento da identidade deles como cidadãos. "Muitos deles não vão à praia há anos, foram tolhidos de pequenos prazeres pelo fato de estarem doentes. Nossa intenção é provocar neles o resgate do essencial, a quebra do paradigma. O fato de poderem participar da organização do evento contribui para que encontrem o papel deles no mundo, como pessoas de valor."

No caso da exposição, Luiz Henrique explica que a arte é um “veículo” capaz de transportar, de dentro para fora, diversas situações, sentimentos, sonhos, necessidades e anseios que as pessoas, geralmente, não conseguem expressar verbalmente. "Através da arte, as pessoas em tratamento reconhecem um novo valor em si mesmas, conseguem planejar e reorganizar sua realidade. Esse processo foge do padrão estético, porque traz à tona o inconsciente do indivíduo, que nem sempre é povoado por belas imagens.  Elas se expressam sem se importar com o valor estético. Como resultado, temos a arte pura, simbólica, capaz de despertar grandes talentos."

 

Quebrando preconceitos

As ações desenvolvidas pelo Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) estão de acordo com a reforma psiquiátrica e possibilitam a desospitalização no caso de pacientes graves e severos. A psicóloga Denise Janinni explica que ações como o “Pintando o Setting” fazem parte de um tratamento que cuida para que o indivíduo não seja excluído da sociedade por suas limitações. “Nós trabalhamos para que o paciente reconstrua sua identidade sem precisar ser estigmatizado. Dentro da arte, queremos trazer à tona o que eles têm de melhor, mostrar a eles próprios as suas potencialidades enquanto pessoas. A exposição tem um papel de dar a eles o direito de interagir e conviver com a sociedade. Ao mesmo tempo, nós queremos sensibilizar e estimular a reflexão os indivíduos ditos “normais”. A única forma de quebrar o preconceito é mostrar que as pessoas com sofrimento psíquico ou transtorno mental são ainda pessoas produtivas e atuantes. Não podemos tirar delas o direito de conviver. Ser aceito pela sociedade contribui sensivelmente para a sua melhora”.

Os profissionais do CAPS ressaltam a importância do envolvimento e da conscientização da comunidade. “Existe ainda muito preconceito em relação aos transtornos mentais. Qualquer pessoa está sujeita a passar por algum tipo de neurose em determinado momento da vida, provocado por uma grande perda ou pressão. É possível também, ter algum parente potencialmente psicótico. O preconceito provoca o distanciamento da cura”, diz o psicólogo Luiz Henrique Aparício.

 

A luta antimanicomial em Ubatuba

A arteterapia é apenas uma das ferramentas utilizadas pela equipe de Psicólogos e Psiquiatras da Saúde Mental e do CAPS para desenvolver as potencialidades, expressar emoções e restabelecer um equilíbrio psíquico. Fora isso, os pacientes aprendem os segredos da culinária, praticam esportes e participam de programas culturais e eventos sócio-educativos. Paralelamente, são realizados acompanhamentos clínicos, psicológicos, terapêutico-ocupacionais e farmacológicos. Graças a esse trabalho, Ubatuba tem, hoje, um dos menores índices de internações do Litoral Norte, contribuindo assim, com a Luta Antimanicomial.

Os serviços de Saúde Mental, atualmente, contam com uma equipe de cinco psicólogos, três psiquiatras, uma assistente social e uma enfermeira. Os atendimentos são feitos através do encaminhamento feito pelas equipes do Programa de Saúde da Família (PSF), que atuam nos bairros. (Fonte: Assessoria de Comunicação PMU)



Indique esta notícia


Voltar as Top 20 noticias
WebDesign e hospedagem:Maxiweb-Brasil